quarta-feira, maio 12, 2021
Home > Notícias > Embaixador da Argélia é escrachado em festa comemorativa do seu próprio país

Embaixador da Argélia é escrachado em festa comemorativa do seu próprio país

Sindicato dos Trabalhadores em Embaixadas (Sindinações) realizou escracho público em frente a entrada de festa organizada pela embaixada da Argélia, em dia importante de comemoração para a Argélia, 1 de novembro. A ação ocorreu devido ao não pagamento de direitos trabalhistas de ex-funcionário da embaixada.

Após 9 anos aguardando e com causa ganha no judiciário brasileiro, ex-trabalhador da embaixada da Argélia aguarda o pagamento de 180 mil reais em direitos da embaixada. O embaixador se propôs a negociar, oferecendo pagar apenas 18 mil reais. Para o presidente do Sindnações, Raimundo Oliveira, o caso é uma afronta ao ordenamento jurídico brasileiro.

Raimundo afirma também que se não houver o pagamento ou uma negociação real, o sindicato vê como única saída uma mobilização política, já que o caso representa um desrespeito ao trabalhador que não recebeu seu salário e também ao Brasil.

Durante a comemoração, um cidadão francês procurou os organizadores do escracho para entender o que ocorria, e expressou sua resignação aos diretores do Sindnações, “força”, desejou ao entender o caso. A Argélia foi uma colônia francesa por um século.

O Presidente do Sindlurb, Jose Cláudio Oliveira, compareceu ao ato para fortalecer a luta em afirmação dos direitos Trabalhistas. “Nós não podemos permitir que rasguem a CLT, sejam as empresas privadas, o governo e suas crises, e muito menos os estrangeiros, somos um país autônomos e se for preciso, vamos causar um embaraço internacional à Argélia ou a patrões e aos governos brasileiros para garantir o cumprimento das leis trabalhistas, a efetivação da dignidade humana através do trabalho e os direitos econômicos garantidos”, afirma o presidente do Sindlurb.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *