quinta-feira, junho 24, 2021
Home > Notícias > Mensagem do Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e sua companheira

Mensagem do Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e sua companheira

Temos dado seguimento com indignação e rechaço o inapresentável e antidemocrático processo que tem ensombrecido a seriedade e fortaleza das instituições desse país irmão, onde a luta de vocês e a força do Partido dos Trabalhadores foi e continua sendo fundamental, para assegurar as liberdades e a Justiça.

Não nos assombram os argumentos e jogos políticos da direita que, como sempre, apontam a debilitar o decapitar processos populares de liberação da pobreza e de transformação da cultura opressora, e perseguem os processos que abrem portas a uma cultura e uma perspectiva da vida, onde as maiorias, antes excluídas e discriminadas, protagonizam e assumem os rumos da equidade e bem-estar que merecem.

Brasil, do povo brasileiro, do Partido dos Trabalhadores, PT, de Lula, de Dilma, foram e são exemplos de mudança e de força espiritual. Esse povo imenso, intenso, soma de culturas, tradições, religiões, e fé, é a essência de tudo o que se viveu, procurando direitos e afiançando possibilidades.

Essa fortaleza e esse caráter do povo brasileiro, de seus movimentos sociais e sindicais, de sua Bandeira Nacional, e de sua Bandeira Vermelha, do Partido dos Trabalhadores, essa fortaleza de Lula e Dilma, de Dilma e Lula, está lá, e hoje, frente à aberração, se cresse e chega cada vez mais alto, na inquebrantável convicção dos povos de que a luta continua e a vitória é certa.

Um drama, uma comedia, uma tragédia, um ridículo jurídico e político, e no centro de tudo os mesmos atores: a águia imperial, os lacaios, as sobras locais; e em caminhos de bem comum, a força invicta dos povos, que seguem sonhando, que seguem batalhando, que seguem dispostos a avançar na pátria livre, cheia de vida, luz, Carinho e Verdade.

Dilma, companheira… Lula, Irmão. Companheiro, estamos lá como sempre, unidos e unidas na luta e no trabalho, a caminho do porvir.

Adiante irmãs, irmãos, companheiras, companheiros, camaradas, na certeza de que continuamos mudando nossa America-Caribenha, e enfrentando com valentia e altivez próprios de nossos povos guerreiros, todos os desafios, todos os reptos, em ânimo imbatível de vitórias.

De pé, cantar

O povo vai triunfar.

Milhões já,

Impõem a verdade,

de aço são

Ardente Batalhão,

suas mãos vão

Levando a justiça e a razão.

Mulher,

Com fogo e com valor,

Já estás aqui

Junto ao trabalhador.

E agora o povo

Que se alça na luta

Com voz de gigante

Gritando adiante!

O povo Unido, jamais será vencido,

O povo unido, jamais será vencido…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *